Compartilhe







Publicidade

Funcionamento Cognitivo

(Karina Pagnez)



Resumo
Uma questão central na teoria do desenvolvimento neurocognitivo consiste no debate acerca da existência de fenómenos de verdadeira dissociação neurocognitiva. Recentemente, no entanto, vários autores têm defendido a existência de uma dinâmca probabilística entre genótipo, organização cerebral e funcionamento cognitivo. O síndrome de Williams é uma perturbação do neurodesenvlvimento cujo estudo pode ajudar à clarificação deste debate. Neste síndrome estamos perante uma perturbação genética identificada, uma organização cerebral específica e um intrigante perfil cognitivo onde uma relativa preservação dos domínios sócio-lingüísticos co-existe a par de défices significativos no funcionamento cognitivo geral e visão espacial com o objetivo de investigar o perfil narrativo no síndrome de Williams, 14 indivíduos com esta perturbação genética foram avaliados numa tarefa de indução narrativa, em termos de estrutura, processo e conteúdo das suas narrativas. Os resultados apontam para o facto destes pacientes apresentarem profundos défecits na produção narrativa evidenciando unicamente a preservação de alguns marcadores sociais presentes no processo de contar a história. Os dados desta investigação são apresentados e discutidos em termos das suas implicações neurodesenvolvimentais.
Palavras chave: Síndrome de Williams Perturbação Genética. Funcionamento Cognitivo. Aspecto Lingüístico-narrativo. Estudo de Casos.

Leia o texto na íntegra





{* Google Analytcs *}